Skip to content

Natureza e História no Caraça

O Parque Nacional do Caraça, localizado na Serra do Espinhaço, no município de Catas Altas,  já foi colégio e seminário. Hoje abriga a Hospedaria do Caraça que mantém todo entorno natural, transformado em Reserva Particular de Patrimônio Natural, e garante que esse santuário ecológico não venha sofrer futuros danos.

O Caraça tem esse nome devido à forma que tem parte da serra que lembra o rosto de um gigante deitado. O santuário é mais um local especial de observação do rico patrimônio do Brasil, com seus rios, cascatas, matas, grutas e riachos escondidos entre as montanhas que compõem a típica paisagem da região que um dia serviu de passagem aos bandeirantes na época do ciclo do ouro no Brasil, durante o século XVIII.

A antiga ermida é hoje uma igreja em estilo neogótico, que teve sua construção iniciada em 1876 e consagrada em 1883. Seu arquiteto foi o Pe. Jules Clavelin, que era o diretor do Colégio e do Seminário e viu que na igrejinha não cabiam os 400 alunos.

O santuário sediou um seminário e um colégio interno, que funcionou durante 150 anos. O colégio foi aberto oficialmente no começo de 1821 e manteve suas atividades até 1968. Por lá passaram mais de 10 mil alunos, entre eles: 500 sacerdotes, 21 bispos e 120 deputados ou senadores por Minas Gerais e 28 altos postos do Governo do País ou dos Estados, destacando-se Afonso Pena e Artur Bernardes, ex-presidentes do Brasil.

No mosteiro, o visitante pode apreciar a igreja, o claustro, o calvário com túmulos, a livraria cheia de exemplares raros, as ruínas do colégio e o museu com objetos que eram usados no mosteiro décadas atrás, além do órgão e dos vitrais. Nos arredores, podem ser vistos o muro da antiga senzala e a casa das sampaias, onde dormiam as funcionárias do seminário.

O Parque Natural do Caraça é um bem-sucedido exemplo de como é possível manter, no Brasil, reservas privadas para a exploração do ecoturismo. Esse parque oferece trilhas de mountain biking, trekking e off-road.

Há na região pelo menos uma família de lobos-guarás, animais ameaçados de extinção.  Todos os dias, ao anoitecer, um ou dois deles se aproximam do santuário, sobem a escadaria da igreja e comem na mão de um dos padres.

Os lobos não são os únicos animais que frequentam o parque. Por volta das 6 horas da manhã, aves como mutuns, jacus, gaviões e papagaios reúnem-se, para o êxtase dos visitantes. No mesmo horário, macacos fazem algazarra no Tanque Grande. Jaguatiricas, quatis, tamanduá-bandeira, saguis, tucanos e saracuras também fazem parte da rica fauna.

GALERIA DE FOTOS: Caraça

QUANDO IR

Em qualquer época do ano, mas os meses de maio a setembro são propícios para caminhadas. No verão, quando está mais quente, a temperatura chega aos 25º C. De maio a agosto, surgem geadas e nevoeiros pela manhã; de dezembro a abril, há chuvas repentinas e violentas. Prefira visitar o mosteiro fora dos períodos de férias ou feriados, quando o número de turistas é menor.

ONDE COMER
Na própria hospedaria. Self-service de comida caseira. As verduras são todas da própria horta. O café da manhã é colonial, com ovos caipiras, pães caseiros e frutas.

ONDE FICAR
Hospedaria do Caraça – há no local quartos disponíveis para 140 hóspedes, sala de convenções para 90 pessoas e refeitório. Os preços variam para apartamentos, quartos e alojamentos, todos com as três refeições incluídas.
Site: Santuário do Caraca

Horário de funcionamento do parque: todos os dias, das 7h às 17h.

COMO CHEGAR
Saindo de Belo Horizonte.  Siga 120 Km pela BR-262, no sentido Vitória. Depois da cidade de Barão de Cocais, são mais 25 km até o Caraça.

Se não estiver de carro, tome um ônibus até Santa Bárbara ou Barão de Cocais, cidades 25 km de distância do parque, de onde se vai de táxi.

Se quiser ir de trem, vá até a praça da estação e pegue a locomotiva até a estação Barão dos Cocais, de lá um táxi até o Caraça.

COLABORAÇÃO
Tyciano Maia Ribeiro disponibilizou algumas das fotos deste destino.

Colabore você também, envie sugestões de lugares a serem visitados para o nosso e-mail:
bhforaderota@gmail.com


One Comment leave one →
  1. Plinio permalink
    27/10/2011 21:43

    ah que se foda essa porra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: